domingo, 21 de novembro de 2010

Eu consigo me ver

Ele mata os fracos
Ele destrou laços
Ele consome a razão
Ele tem todos na mão

Ele é mais que uma espada

Ele resolve os problemas que me traz
Mas dorme demais
Ele não só assusta,
te engole

Para os toscos a sua ignorância

Ele só deseja,
que todos o veja
Ele me quer firme
e apaga tudo que desiste

Esquecimento é um exercício de segundos

Ele étudo que sempre quis
me ensina a ser feliz
Ele sou eu
Mas o eu já se perdeu...

Junto com minha alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário