terça-feira, 3 de maio de 2016

Saudades com cinzas

Da minha face triste se vê a angustia
Mas é ao ver teu sorriso que as lágrimas se soltam
Naquelas fotos simples
Era tudo tão simples

Me faz lembrar dos nossos sonhos
Que me fizeram feliz como um tolo
Saudade senti por dias
Não pude evitar te perder

Que um dia me perdoe
Que mais uma vez na minha cama sua voz ecoe
Posso ter essa sorte, mas não quero que fique
Já tomei doses suficientes
Não lembro de você, não te conheço
Lembro de quem eras, de quem imaginei que fosse

Espero que o pôr do sol você veja
O segredo que não te contei
E nem contarei
Agora está eternizada no passado
Perfeito para mim, deitados no chão olhando a lua
Guardei as palavras para mim

Rogério Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário