domingo, 22 de maio de 2011

A chuva

A chuva guarda tantos desejos,
Tantos anseios, tantos sonhos,
Tanta coisa... que começo a achar
Que fiz dela meu diário

Seu cheiro é inconfundível
Cheiro de areia molhada
Cheiro de um antigo amor
Cheiro de dias especiais

Agradeço cada dia, cada noite
Quando após a chuva
Surge o céu limpo ou pintado
Tanto faz, minha felicidade é a mesma

Eu fico lá, feito um tonto
Procurando respostas nas estrelas
Como se pudesse lê-las e ver o futuro
Como se pudesse voltar no tempo

Mas logo meu sono vem
É quando eu percebo a realidade
Um dia eu vou ter que deixar tudo
Mas só por uma noite...

Espero sorrir assim para sempre
A chuva será meu diário
Os dias serão as páginas
E o céu meu mais belo sonho.

(Rogério Fernandes 22/05/2011 23:59)



2 comentários:

  1. "A chuva será meu diário
    Os dias serão as páginas
    E o céu meu mais belo sonho."

    òtima escolha de obejetos.

    ResponderExcluir