domingo, 24 de abril de 2011

Pra que sonhar, se posso realizar?


E eis que um dia não sonhei
Não porque não quis
Era só porque não precisava
Tudo que vivia me impressionava

Então, no meu mundo
Sonhos não eram só mentiras
Amigos não eram só imaginários
Nem amores eram impossíveis

Tudo foi tão mágico
Que faria tudo novamente
Teria essa sensação permanente
E me encontraria aqui, feliz...

E porque não dizer satisfeito?
(Rogério Fernandes - 24 de Abril de 2011) Till we die.

Nenhum comentário:

Postar um comentário