quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Admirando o pouso

Eu estava aqui
Ela estala lá
Brilha muito mais lá
Eu vi aquela cena acabar

Nela mantive meu olhar
Nem meu ar pensou em respirar
Queria um olhar
Isso não faz ninguém chorar

Algo com mesmo aspecto antes aqui queimava
Mas era um brilho divino que agora pairava
Por ela sorri, por ela parei
Sentei e admirei

Eu nem pude registrar
Imagino meu brilho no olhar
Espero o mesmo caminho cruzar
Espero o mesmo brilho compartilhar

E no fim te ver sorrir
Saber que enquanto houver dias, tu vai existir
Admirar o horizonte, te ver partir
E aceitar que nunca poderíamos nos unir.


Lumi Rebrode(Sidmuem arc.) 14/08/10

2 comentários: